Pais e Enc. de Educação

Plano Ação Estratégica 17/18

Plano Ação Estratégica 17/18

Com este plano de ação estratégica procura-se apurar o grau de empenhamento escolar local após processo de avaliação externa efetivada pela Inspeção Geral de Educação e Ciência (IGEC). Assim,
pretende-se descobrir o empenho das lideranças intermédias na operacionalização ou resistência às alterações provocadas ao modelo pedagógico fixado no Agrupamento de Escolas de Fronteira.
Logo, a coordenação de departamento, como órgão estrutural da organização, detém um papel preponderante na mudança anteriormente mencionada. A intervenção dos coordenadores e respetivas equipas docentes nas mudanças solicitadas pela IGEC e viabilizadas pelos órgãos de gestão pedagógica (Direção e Conselho Pedagógico) são o alvo das medidas propostas. Das dinâmicas aplicadas no desenvolvimento de projetos inovadores no agrupamento e dos resultados daqui provenientes procura-se chegar a conclusões quanto ao impacto da avaliação externa no processo ensino-aprendizagem da instituição e qual a importância da estrutura organizacional na procura dos resultados escolares.
Ignorar Navegação

Navegação

Ignorar Configurações

Configurações